Bonsai expo Asembleia Legislativa

Domingo, 24 de Maio de 2009


Exposição reúne apreciadores da natureza em miniatura
segunda-feira, 15 de dezembro de 2008
Fonte: Fabiana Silvestre Foto: Giuliano Lopes

Paciência e determinação. Esses são os únicos requisitos para quem quer aderir à arte do bonsai, na avaliação do representante comercial Pedro Stank, membro da Associação Bonsai de Mato Grosso do Sul. Há 13 anos, sendo dois deles no Japão, ele se apaixonou pela “natureza em miniatura”.

“Não há contra-indicação, todos podem ser bonsaístas”, diz Stank. Ele lembra que, embora a arte do bolsai tenha sua origem na China ou na Índia, por volta do século VI, foi disseminada pelos japoneses.

Segundo ele, o bonsai surgiu de uma necessidade – a de cultivar as plantas medicinais em pequenos potes, que poderiam ser transportados facilmente. “Os povos eram nômades e precisavam ter os remédios sempre à mão, assim surgiu a técnica”, explica.

Por volta do século X, o bolsai chegou ao Japão, onde foi difundido entre os imperadores e a alta nobreza. “O uso era restrito e a técnica, muito pouco conhecida”, diz.

O advogado Gerson Koshiikene Damasceno, que também é membro da Associação Bonsai de Mato Grosso do Sul, completa que, ao chegar ao Japão, o bonsai era praticamente exclusivo da nobreza. “Tinha ares de obra de arte, mas, com o passar do tempo, a prática do bonsai foi se disseminando e hoje é acessível a todos que quiserem praticá-la, é muitas vezes uma terapia”, garante.

O interesse pela técnica no Brasil ganhou impulso a partir de 1987, com o início da série de filmes Karatê Kid. “Todos se lembram da técnica retratada no filme e, também por isso, até hoje se pensa que o bonsai surgiu no Japão”, explica Stank.

Uma exposição da bonsais pode ser visitada no saguão da Assembléia Legislativa durante toda esta semana. A iniciativa é da Associação Bonsai de Mato Grosso do Sul, que oferece cursos sobre a prática milenar imortalizada pelo “senhor Myagi” do filme Karatê Kid.

AO PÉ DA LETRA – Bonsai é um termo japonês (que só existe no singular) composto por duas palavras “bon” que significa recipiente pouco profundo, e “sai” que significa plantar.

Na tradução literal bonsai significa plantar árvore em bandeja ou recipiente pouco profundo, de forma a que se assemelhe com as árvores na natureza. A técnica também reúne verdadeiros rituais de cuidados, que exigem muita paciência do praticante.

Permitida a reprodução, desde que contenha a assinatura “Portal ALMS”.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato “Nome do fotógrafo/ALMS”.

Pedro Stanke – Bonsai

Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Bonsai no Japao – Matéria realizada pela Revista Alternativa do Japao

Matéria realizada pela Revista Alternativa do Japao.
Por Matsuo Sato, em 17 de julho de 2008.

A arte miniaturizar plantas é uma terapia e ganha adepto brasileiro em suzuka.

A arte de fazer árvores-anãs ganhou popularidade mundo afora com o filme Karate Kid. Hoje o bonsai ganhou a simpatia de brasileiros, como Pedro Fernando Stanke, 38 anos, que conheceu a arte há 11 anos, em Campo Grande (MS), ao ganhar um exemplar de sua esposa nikkei. Ao vir ao Japão, há três anos, ele deixou uma coleção com 80 exemplares.

Stanke aproveitou sua estada no arquipélago para ser aprofundar nos conhecimentos. “Há dois anos e meio estou aprendendo os segredos para fazer bonsai”, conta ele, que estuda com o professor Shigeyuki Ota, proprietário do ateliê Yamataen, situado em Suzuka (Mie). O brasileiro também trabalha em tempo integral nessa escola-ateliê.
 
 Um bonsai demora de 30 a 40 anos para atingir um estágio considerado pelos especialistas como “pronto” ou “terminado”. É nessa fase que os três primeiros galhos, a partir de baixo, já atingiram o tamanho e a conformação planejados.

Existem no Japão bonsais com mais de 800 anos, o que significa que uma mesa planta passou nas mãos de diversos artistas, evoluindo de geração em geração, sofrendo transformações e mudanças visuais. Por essa razão, existem bonsaistas famosos. Porém esses exemplares centenários, verdadeiras obras de arte, não levam o crédito de seu autor.

Com origem na China, o bonsai inicialmente usava ervas medicinais como forma de dispor de remédio nas proximidades. Posteriormente trazido ao Japão, foi evoluindo para as formas atuais. Foi aqui que a prática de miniaturizar as árvores passou a ser considerada uma arte, com o objetivo de retratar a natureza em pequenas dimensões.

Bonsai significa literalmente “cultivar em bandeja”, e foi aqui no Japão que se tornou uma forma de expressão artística e uma fonte inesgotável de inspiração e meditação. O cultivo do bonsai é um eterno namoro entre o homem e a natureza, no qual a harmonia integrada entre ambos se torna um único ser, sem sujeito nem objeto.
                                                                                              Esse no centro é Ota-san, na exposição de bonsai de Suzuka.

 
Viajem a Suzaka, em Nagano

                                         Oota-san e eu no trabalho